Branca de Neve e o caçador


Como arruinar um filme em duas horas e meia e ainda assim ter sucesso de bilheteria:
1- Baseie seu roteiro em uma história extremamente popular e consolidada.
2-Selecione para protagonista a atriz teen sensação do momento.
3-Certifique-se que a atriz seja a pior possível.
4-Introduza uma trilha sonora obvia nos momentos de tensão para estragar toda a atmosfera criada pelo próprio filme.
5-Prolongue o longa para mais de duas horas de duração para deixa-lo cansativo já na primeira hora.
6- Acrescente um triangulo amoroso meia boca com dois belos atores e voilá!
 Ok, posso estar sendo severa. Afinal nada como sentar na poltrona de cinema em um feriado chuvoso e embarcar em uma boa história.  Não é de todo mal. È criativa. Tem um argumento interessante e diferente. Se aproxima do conto original alemão através da atmosfera sombria. Tem um elenco primoroso(apesar de Kristen ter "interpretado" Bela Swan novamente),cenários repletos de efeitos especiais e a fotografia que explora o colorido são sensacionais. È um espetáculo visual. Porém carente de conteúdo. A história é a mesma, com algumas adaptações e adequações. Branca de Neve, ainda criança, órfã de mãe, vê o pai se casar com Ravenna (Charlize Theron, impecável), mulher que lhe tira a vida na noite de núpcias, tornando-se Rainha absoluta. A verdadeira herdeira do trono termina subjugada numa masmorra. Adepta de feitiçarias e obcecada pela beleza, a bruxa monarca suga a jovialidade de jovens da região. Porém, ao questionar o espelho sobre quem é a mais bela, descobre que seu desafeto, a crescida Branca de Neve (Kristen Stewart, pecável), pode superá-la.

Adaptação gótica do conto dos irmãos Grimm e imortalizado de forma soft pela Disney, a clássica Branca de neve dirigida por Ruper Sanders é uma guerreira e curandeira. Isso mesmo uma guerreira capaz de motivar e liderar um exército de homens e curandeira capaz de abençoar cervos(isso mesmo! Um cervo aparece inesperadamente,relembrando até mesmo Crônicas de Nárnia). Não é frágil e muito menos delicada. Em mais de duas horas de projeção vemos Branca de neve se tornar prisioneira, fugitiva, se apaixonar pelo caçador, morrer e até mesmo ressuscitar. Como todo personagem passa por transformações, emoções. Sendo assim, a escolha mais acertada seria contratar uma atriz que realmente soubesse atuar certo? Que realmente transmitisse emoções e mudasse suas feições de acordo com o momento passado pela personagem. Mas não é o que acontece. O que acontece diante de nossos olhos é um filme com bom potencial quase se transformar em uma bomba sem tamanho graças ao "talento" da protagonista.
Outro ato falho é a bruxa má, interpretada pela belissima Charlize Theron, se sentir insegura e querer arrancar o coração de Bella de Neve devido a sua beleza superior. Beleza superior? Onde?Não devia ser o contrário?Senão fosse essa escolha equivocada para protagonista e os cinco passos citados acima na lista, Bella de neve e o caçathor seria mais palátavel.

Ficha tecnica:
Título:Branca de neve e o caçador
Elenco: Kristen Stuart, Charlize Theron, Nick Frost, Bob Hoskins
Duração:128 minutos
Ano:2012
Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=OVvnBet6668

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Déia disse...

Quero muito ver esse filme!
A Branca de Neve era vista de um modo muito 'bobinho', mas agora parece uma guerreira!

Cléo disse...

Olá!!
Obrigada pela visitinha em meu blog. =)
Demoro mesmo pra comentar de volta, porque me falta tempo pro aqui, então nem leva a mal, tá?
Gostei deste teu blog, já que amo filmes tbm.

Este mesmo estou mais que louca pra assistir, mas sem ter quem fique com meu filhote, terei de esperar sair do cine =/

BEijão e volte sempre, ok?
Cléo - Acesse o blog Vejo Por Aí... Onde o útil, o fútil e o inítil se encontram.

Postar um comentário